Your browser is out-of-date.

In order to have a more interesting navigation, we suggest upgrading your browser, clicking in one of the following links.
All browsers are free and easy to install.

 
  • in vitruvius
    • in magazines
    • in journal
  • \/
  •  

research

magazines

projects ISSN 2595-4245


abstracts

português
A solução expográfica do Pavilhão Gife, projeto da Goma Oficina, deveria considerar a possibilidade de itinerância, além da montagem muito bem inserida no contexto do Centro Cultural São Paulo.

english
The expographic solution of the Pavilhão Gife, a Goma Oficina project, should consider the possibility of roaming, in addition to the assembly very well inserted in the context of the Centro Cultural São Paulo.

español
La solución expográfica del Pavilhão Gife, un proyecto de Goma Oficina, debería considerar la posibilidad de itinerancia, además de la asamblea muy bien insertada en el contexto del Centro Cultural São Paulo.

how to quote

PORTAL VITRUVIUS. Pavilhão Gife. Projetos, São Paulo, ano 20, n. 234.04, Vitruvius, jun. 2020 <https://pop.www.vitruvius.com.br/revistas/read/projetos/20.234/7803>.


O pavilhão Gife foi idealizado como suporte expográfico para a Mostra Gife, exposta no Centro Cultural São Paulo – CCSP em setembro de 2019. A solução expográfica deveria considerar, além da montagem no Centro Cultural, a possibilidade de itinerância, em diferentes configurações que se adequassem aos novos lugares, ainda incertos à época do projeto, ao mesmo tempo, era necessário que estivesse muito bem inserido no contexto do CCSP.

Pavilhão Gife, São Paulo SP Brasil, 2019. Vitor Pena, Victoria Braga, André Vitiello, Inaê Monteiro Negrão, Clara Varandas Abussamra, Luisa Capalbo Menezes, Victor Salviano Isawa e Luiz Gomes da Silva (arquitetura e montagem), Maria Cau Levy e André Stefa
Foto Lauro Rocha

Para solucionar a reconfigurabilidade do pavilhão adotamos um sistema modular de alumínio extrudado e ranhurado, com conectores móveis. Esse sistema permitiu a criação de um grid ortogonal e genérico, onde seria possível a disposição do conteúdo em diferentes montagens.

Pavilhão Gife, sistema estrutural, São Paulo SP Brasil, 2019. Vitor Pena, Victoria Braga, André Vitiello, Inaê Monteiro Negrão, Clara Varandas Abussamra, Luisa Capalbo Menezes, Victor Salviano Isawa e Luiz Gomes da Silva (arquitetura e montagem), Maria Ca
Imagem divulgação [Goma Oficina]

A intenção foi de criar um espaço de convergência e uma experiência de introspecção que abrigasse o conteúdo da mostra. Uma envoltória elíptica em tela agrícola aluminizada foi o elemento escolhido para a definição do limite e organicidade ao pavilhão. A independência entre a estrutura e vedação ressaltam as possibilidades de variações geométricas para essa envoltória, dependendo da situação em que tenha que ser redesenhada. A tela agrícola atendia às nossas expectativas com relação à compactabilidade e leveza – muitos metros lineares podem ser enrolados sem problema em bobinas de diâmetro relativamente reduzidos – e com relação ao equilíbrio entre opacidade e translucidez que desejávamos.

Pavilhão Gife, São Paulo SP Brasil, 2019. Vitor Pena, Victoria Braga, André Vitiello, Inaê Monteiro Negrão, Clara Varandas Abussamra, Luisa Capalbo Menezes, Victor Salviano Isawa e Luiz Gomes da Silva (arquitetura e montagem), Maria Cau Levy e André Stefa
Foto Lauro Rocha

O sistema construtivo adotado para a estrutura foi um sistema particularmente utilizado no equipamento de linhas de montagem, na fabricação de esteiras, racks, e outros dispositivos automatizados e mecânicos. O deslocamento de função desse sistema para a criação de espaço construído foi o principal desafio do projeto. Porém, já imaginávamos a coerência de sua utilização para a situação em questão, atendendo a racionalização da fabricação montagem e desmontagem, e permitindo a reutilização dos componentes nas possíveis variações de configuração, sem a implicação de esforços destrutivos e sem a geração de resíduos.

Pavilhão Gife, São Paulo SP Brasil, 2019. Vitor Pena, Victoria Braga, André Vitiello, Inaê Monteiro Negrão, Clara Varandas Abussamra, Luisa Capalbo Menezes, Victor Salviano Isawa e Luiz Gomes da Silva (arquitetura e montagem), Maria Cau Levy e André Stefa
Foto Lauro Rocha

Para isso contamos com um processo de prototipagem e pré-fabricação que durou o mês que antecedeu a montagem. Durante esse processo foi possível experimentar e corrigir o projeto, em tempo real, realizar testes de comportamento estrutural, e compreender o esforço e recurso humano necessário para a montagem e desmontagem do pavilhão. Essa etapa do trabalho, foi denominada Fábrica e teve lugar na galeria Mário Schenberg, cedida pela Fundação Nacional de Artes – Funarte. A Fábrica foi a principal ferramenta de inteligência para o desenvolvimento dessa aplicação para a tecnologia em questão. Levando em conta sobretudo o aprendizado e troca entre os projetistas/arquitetos, que também eram os montadores. A montagem da estrutura foi realizada em aproximadamente seis horas (para uma área de 180m²), com uma equipe de dez pessoas. A desmontagem completa levou menos que quatro horas.

Pavilhão Gife, São Paulo SP Brasil, 2019. Vitor Pena, Victoria Braga, André Vitiello, Inaê Monteiro Negrão, Clara Varandas Abussamra, Luisa Capalbo Menezes, Victor Salviano Isawa e Luiz Gomes da Silva (arquitetura e montagem), Maria Cau Levy e André Stefa
Foto Lauro Rocha

Memorial design gráfico

A Primeira Mostra Gife de Inovação Social apresentou importantes projetos de filantropia e investimento social privado no Brasil. Escolhemos realizar a sinalização em papel reciclável, em placas estreitas para o fácil transporte e adaptabilidade, pensadas para as itinerâncias que aconteceriam pelo país, evitando reimpressão e desperdício de material.

Pavilhão Gife, São Paulo SP Brasil, 2019. Vitor Pena, Victoria Braga, André Vitiello, Inaê Monteiro Negrão, Clara Varandas Abussamra, Luisa Capalbo Menezes, Victor Salviano Isawa e Luiz Gomes da Silva (arquitetura e montagem), Maria Cau Levy e André Stefa
Foto divulgação [Goma Oficina]

A tipografia escolhida foi a Cooper Hewitt, por ser a tipografia já utiliza pela associação. Utilizamos a variação de peso, forte característica da type não explorada na marca Gife, para trazer dinamicidade e pluralidade. A estampa criada com o número 1 brinca com as espessuras da tipografia e marca a primeira edição da mostra.

Pavilhão Gife, São Paulo SP Brasil, 2019. Vitor Pena, Victoria Braga, André Vitiello, Inaê Monteiro Negrão, Clara Varandas Abussamra, Luisa Capalbo Menezes, Victor Salviano Isawa e Luiz Gomes da Silva (arquitetura e montagem), Maria Cau Levy e André Stefa
Foto divulgação [Goma Oficina]

Pavilhão Gife, São Paulo SP Brasil, 2019. Vitor Pena, Victoria Braga, André Vitiello, Inaê Monteiro Negrão, Clara Varandas Abussamra, Luisa Capalbo Menezes, Victor Salviano Isawa e Luiz Gomes da Silva (arquitetura e montagem), Maria Cau Levy e André Stefa
Foto divulgação [Goma Oficina]

ficha técnica

projeto
Pavilhão Gife

local
São Paulo SP Brasil

ano
2019

arquitetura e montagem
Vitor Pena, Victoria Braga, André Vitiello, Inaê Monteiro Negrão, Clara Varandas Abussamra, Luisa Capalbo Menezes, Victor Salviano Isawa e Luiz Gomes da Silva

design gráfico
Maria Cau Levy e André Stefanini

coordenação de produção
Paula Marujo

fotos
Rafaela Netto/ Lauro Rocha

vídeo
Central Content

comments

234.04 arquitetura efêmera
abstracts
how to quote

languages

original: português

source

share

234

234.01 crítica

Casa E1027

Thays Teixeira Guimarães

234.02 habitação unifamiliar

Residência LG

234.03 arquitetura móvel

Ônibus de Saúde Imediata (O-SI)

234.05 instalação artística

Templo de Dandara

newspaper


© 2000–2020 Vitruvius
All rights reserved

The sources are always responsible for the accuracy of the information provided