Your browser is out-of-date.

In order to have a more interesting navigation, we suggest upgrading your browser, clicking in one of the following links.
All browsers are free and easy to install.

 
  • in vitruvius
    • in magazines
    • in journal
  • \/
  •  

research

magazines

projects ISSN 2595-4245

Introdução memorial + ficha técnica

abstracts

português
O partido arquitetônico levou à busca por alternativas ambientais de forma a reduzir o consumo energético, como: uma adequada orientação solar para a implantação da edificação, melhor adaptabilidade ao solo, clima e demais elementos naturais.

english
The architectural concept aimed at finding green alternatives as means for reducing energy consumption, such as adequate solar orientation regarding the building positioning. Besides that, it was sought to better adapt the building to the soil, climate, a

español
El proyecto arquitectónico consideró alternativas ambientales para reducir el consumo de energía, tales como: orientación solar adecuada para la implementación del edificio, mejor adaptabilidad al suelo, clima y otros elementos naturales.

how to quote

LAVECCHIA, Lucas; PEQUI, Leonardo. Sede Administrativa do Parque Natural Fazenda do Carmo. Projetos, São Paulo, ano 19, n. 227.02, Vitruvius, nov. 2019 <https://pop.www.vitruvius.com.br/revistas/read/projetos/19.227/7539>.


Sede Administrativa do Parque Natural Fazenda do Carmo, perspectiva geral, São Paulo, Secretaria do Verde e Meio Ambiente – SVMA, 2018
Desenho divulgação

A Sede do Parque foi construída na Unidade de Conservação do Parque Natural Municipal Fazenda do Carmo – PNMFC, localizado na Prefeitura Regional de Itaquera, porção leste do Município de São Paulo.

O partido arquitetônico levou à busca por alternativas ambientais de forma a reduzir o consumo energético, como por exemplo uma adequada orientação solar para a implantação da edificação, visando à maior eficiência energética. Ainda, buscou-se melhor adaptabilidade ao solo, clima e demais elementos naturais.

Priorizou-se respeitar a característica natural do solo, desenhando um edifício elevado que chega ao terreno apenas com suas estruturas. Além disso, o desenho da edificação garante ventilação transversal de todos os espaços.

Em sua concepção, o desenho da Sede do Parque foi disposto em dois núcleos de programas distintos: no núcleo administrativo (ao sul) foram previstos usos voltados à manutenção, manejo, fiscalização do Parque e estudos de monitoramento ambiental. No núcleo de educação ambiental (ao norte) foram previstos usos de suporte às atividades de educação ambiental com escolas, universidades e público em geral.

Quanto ao arranjo paisagístico, foram utilizadas espécies que contribuem para a preservação da vegetação e dos ecossistemas locais. Neste sentido, elaborou-se projeto paisagístico que utilizou vegetação nativa e em extinção, potencializando flora e fauna local.

O esgoto é tratado por um sistema conhecido como wetland, que consiste no tratamento por meio de mecanismos naturais com a utilização de vegetação macrófitas. É um procedimento com baixo custo, baixa manutenção e simplicidade de operação, sem adição complementar de produtos químicos ou biológicos.

A Sede do Parque também possui fonte de energia limpa por meio de painéis solares fotovoltaicos, que possuem a função de converter a energia solar em energia elétrica para o uso diário das atividades da edificação.

Pensou-se no máximo aproveitamento da luz natural. Para isto, utilizaram-se portas que permitem grandes aberturas, possibilitando maior controle do conforto térmico, bem como um conjunto de clarabóias que filtram a luz natural para o interior da edificação.

A edificação também possui sistema de captação das águas pluviais. As águas são captadas pelas calhas e direcionadas para dois tanques situados ao fundo da edificação, podendo ser utilizadas para irrigação, descargas de vasos sanitários e outros fins similares.

A ideia central foi minimizar qualquer tipo de contaminação, degradação e poluição ao meio ambiente. Assim, privilegiou-se o uso eficiente de materiais, com adoção de produtos duráveis em função do seu desempenho e comportamento ao longo do tempo.

Todas as fundações foram construídas em estacas pré-moldadas de concreto. Já as estruturas foram concebidas em concreto usinado para os baldrames e pilaretes. Assim como vigas metálicas para a laje da edificação e madeira laminada colada para a cobertura.

Sede Administrativa do Parque Natural Fazenda do Carmo, demarcação de sistemas, São Paulo, Secretaria do Verde e Meio Ambiente – SVMA, 2018
Foto divulgação

ficha técnica

projeto
Sede Administrativa do Parque Natural Fazenda do Carmo

autoria
Secretaria do Verde e Meio Ambiente – SVMA
Departamento de implantação, projetos e obras

website
https://bit.ly/2QOI2lZ

localização
Parque Natural Municipal Fazenda do Carmo, Estrada Fazenda do Carmo n. 350, Itaquera, São Paulo

data
conclusão: 2018

área
total construída: 338,30 m2

source

comments

227.02 edifício e meio ambiente
abstracts
how to quote

languages

original: português

source

share

227

227.01 residencial

Casa LLF

newspaper


© 2000–2020 Vitruvius
All rights reserved

The sources are always responsible for the accuracy of the information provided