Your browser is out-of-date.

In order to have a more interesting navigation, we suggest upgrading your browser, clicking in one of the following links.
All browsers are free and easy to install.

 
  • in vitruvius
    • in magazines
    • in journal
  • \/
  •  

research

magazines

projects ISSN 2595-4245


abstracts

how to quote

KOGAN, Marcio. Prêmio Record Houses 2004 / Casa Du Plessis – Márcio Kogan. Projetos, São Paulo, ano 04, n. 040.04, Vitruvius, maio 2004 <https://pop.www.vitruvius.com.br/revistas/read/projetos/04.040/2311>.


Diário de viagem, 27 de outubro de 2003
Arquiteto Marcio Kogan

7 horas da manhã. Estamos decidindo se viajamos para fotografar a casa Du Plessis, a 400 km de São Paulo e 15 km da cidade histórica de Paraty, Rio de Janeiro. Está chovendo ininterruptamente.

Vamos arriscar. 4 horas mais tarde, e já estamos chegando. Não tinha visto a casa totalmente terminada. Me emociono. Por fora uma grande caixa de pedra-mineira (uma típica pedra brasileira), toda voltada para um pátio interno com 4 jabuticabeiras, que curiosamente não é só a minha árvore predileta, como também sua fruta é a minha favorita.

O piso da casa é de cimento com pequenos seixos rolados. Acho que ficou bom. A pele de muxarabi em madeira natural, que filtra a luz dos quartos, ficou muito bem-feita (não sei se “fica bem” usar adjetivos num memorial descritivo, mas foi o que eu achei).

O fotógrafo gosta do fato da casa ser moderna por fora, e tradicional vista através de seu pátio. Eu explico que pelo regulamento do condomínio as casas têm que ter obrigatoriamente telhas de barro em sua cobertura, e esta foi a forma de interpretarmos esta regra, ou melhor, de a burlarmos, à nossa maneira.

O clima está mais para a Islândia do que para uma praia tropical, mas de qualquer forma começamos a fotografar. De noite fomos a Paraty. A cidade é simplesmente maravilhosa. Ficamos hospedados numa pousada que até macacos tinha em seu jardim tropical.

De noite eu sonho com a aparição de um anjo. Nunca tinha tido um sonho religioso. Talvez tenha alguma ligação com a austera decoração do quarto que parecia o de um convento.

De manhã voltamos para a casa e conseguimos um pouquinho de sol. Estamos de volta. A chegada em São Paulo é chocante. A cidade é simplesmente pavorosa. Sinal da Cruz.

ficha técnica

Obra
Residência Patrícia e Alberto du Plessis

Local
Laranjeiras, Rio de Janeiro

Data da conclusão da obra
Novembro 2003

Área do terreno
991,00 m2

Área construída
407,00 m2

Autor do projeto
Marcio Kogan

Colaboradores
Cassia Cavani e Diana Radomysler

Equipe
Bruno Gomes, Oswaldo Pessano, Paula Moraes, Regiane Leão, Renata Furlanetto, Samanta Cafardo e Suzana Glogowski

Construção
DP Engenharia

Fotografias
Arnaldo Pappalardo

Premiação
Prêmio Record Houses 2004 (revista Architectural Record, Estados Unidos)

comments

newspaper


© 2000–2020 Vitruvius
All rights reserved

The sources are always responsible for the accuracy of the information provided