Your browser is out-of-date.

In order to have a more interesting navigation, we suggest upgrading your browser, clicking in one of the following links.
All browsers are free and easy to install.

 
  • in vitruvius
    • in magazines
    • in journal
  • \/
  •  

research

magazines

drops ISSN 2175-6716

abstracts

português
Carlos A. Ferreira Martins, professor do IAU USP, comenta a ocupação desordenada e desastrosa das margens dos rios na cidade de São Carlos.

how to quote

MARTINS, Carlos A. Ferreira. A culpa é da chuva. Parte 1. Drops, São Paulo, ano 20, n. 148.04, Vitruvius, jan. 2020 <https://pop.www.vitruvius.com.br/revistas/read/drops/20.148/7603>.



Todo início de ano é marcado pelas mesmas notícias. Chuvas de intensidade “inesperada” provocam deslizamentos nas estradas, desabamentos nas periferias das cidades e enchentes no centro comercial de São Carlos.

Como isso acontece todos os anos a primeira pergunta é: porque autoridades e jornalistas insistem no “inesperado”? Todo os anos as mesmas “explicações”: este ano choveu mais do que o esperado; em poucos dias choveu mais do que na média do mês; em poucas horas caíram espantosos não sei quanto milímetros etc.

Em São Carlos, o próprio prefeito, usando a autoridade de sua memória pessoal, nos lembrou que “sempre foi assim”. Ou seja, enchentes são um fato da natureza e a possibilidade de enfrentá-las está descartada porque seria caríssima. Airton Garcia chegou a falar em 600 milhões, o que seria impensável para uma cidade que até para recapear suas ruas precisa recorrer a empréstimos externos.

É hora de dar um basta, se não às enchentes, ao menos a essa enrolação. É claro que isso exige conhecimento técnico. Mas exige também que não se enrole o público escamoteando algumas coisas que todo cidadão é capaz de compreender, se não houver interesse em mantê-lo na ignorância.

Regimes de cheia são um fato da natureza, enchentes não. A diferença é simples. Todo curso de água em condição natural tem períodos de sequia e outros de cheia.

Aprendemos na escola que a riqueza do antigo Egito vinha exatamente das cheias do Nilo. E que os sacerdotes se especializavam em prevê-las. E é claro que os camponeses não construíam suas casas nem os faraós seus templos ou palácios onde já se sabia que haveria cheias.

A enchente só ocorre quando seres humanos ocupam áreas que não deveriam. Como a região do Mercado em São Carlos, por exemplo.

Aí vem o falso pragmático para lembrar que “já está ocupado”, que “não pode ser demolido” e que, portanto, não há nada a fazer, além de lamentar e prestar solidariedade aos atingidos.

Balela ou empulhação. Combater ou administrar enchentes e seus efeitos não é fácil nem barato, mas não é impossível.

Esperamos que, por ora, não chova mais, mas voltaremos ao tema nas próximas semanas. Porque os administradores só voltarão, “surpresos”, no próximo ano.

sobre o autor

Carlos A. Ferreira Martins é professor titular do Instituto de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo – IAU USP, foi Secretário Municipal de Governo (2001-2004) e presidente do Comdusc (2007-2011).

 

comments

148.04 urbanização
abstracts
how to quote

languages

original: português

share

148

148.01 homenagem

Maria Aparecida Baccega (1943-2019)

Especialista nas relações entre linguagens e sociedade

Tarcisio D'Almeida

148.02 homenagem

Ana Maria Primavesi (1920-2020)

Mãe da agroecologia, cientista ensinou como produzir alimentos sem usar veneno

Nabil Bonduki

148.03 homenagem

Hoover Americo Sampaio (1931-2020)

Angélica Benatti Alvim and Eunice Sguizzardi Abascal

148.05 ensaio

Vantagens do vazio

Yuri Vasconcelos Silva

148.06 política

Da Bélgica e dos países impossíveis

Adson Cristiano Bozzi Ramatis Lima

148.07 educação

A embolada da educação brasileira

Paulo Ormindo de Azevedo

148.08 urbanização

A culpa (não) é da chuva

Parte 2

Carlos A. Ferreira Martins

148.09 urbanização

A culpa não é da chuva

Parte 3

Carlos A. Ferreira Martins

newspaper


© 2000–2020 Vitruvius
All rights reserved

The sources are always responsible for the accuracy of the information provided