Your browser is out-of-date.

In order to have a more interesting navigation, we suggest upgrading your browser, clicking in one of the following links.
All browsers are free and easy to install.

 
  • in vitruvius
    • in magazines
    • in journal
  • \/
  •  

research

magazines

drops ISSN 2175-6716

abstracts

português
Carlos Martins, professor do IAU São Carlos USP, comenta o momento de tensão vivido nas fronteiras entre Venezuela com Brasil e Colômbia, onde uma pretensa ajuda humanitária visa desestabilizar governo de país vizinho.

how to quote

MARTINS, Carlos A. Ferreira. Guerra ou paz. A ajuda humanitária dos amigos da onça. Drops, São Paulo, ano 19, n. 137.06, Vitruvius, fev. 2019 <https://pop.www.vitruvius.com.br/revistas/read/drops/19.137/7272>.



As manchetes preparam corações e mentes para a possibilidade da primeira intervenção armada do Brasil num país sul-americano desde a Guerra do Paraguai, em 1870.

Nenhuma menção ao fato de que está oficializada a candidatura de Lula ao Nobel da Paz, com mais de 600 mil assinaturas, entre as quais vários ex-Chefes de Estado e ganhadores do prêmio em edições passadas.

É claro que a grande mídia, respeitosa com o discurso oficial, não fala em guerra. “Ajuda humanitária” ou combate a uma ditadura de esquerda obviamente funcionam melhor para a tal da opinião pública.

A invasão do Iraque também era para impedir Sadam Hussein de usar as “armas de destruição massiva” que tinha estocadas para reprimir o povo iraquiano e para restaurar a democracia. Dezesseis anos depois não se encontraram as tais armas, a democracia não chegou, mas o petróleo explorado pelas companhias da “coligação democrática” vai muito bem, obrigado.

Antevejo a objeção de boa parte dos leitores: Maduro é um ditador bolivariano que desrespeita as leis, prende ou manda matar opositores e oprime sua população. E ainda tem o apoio do PT!

Sim. E Trump é um democrata sincero e de bom coração, muito preocupado com as condições de vida da população venezuelana e que até agora não foi informado de que Maduro está sentado sobre as maiores reservas de petróleo do planeta!

Como é obvio, a intervenção já começou. O chefe da maior potência militar e econômica do planeta conclamou as forças armadas venezuelanas a derrubar o ditador. Como é um sujeito honesto, certamente espera que os militares democratas o façam por dever cívico e não por suborno de qualquer espécie.

Não se falará de paz nem de Nobel nas próximas semanas. Senão teríamos que admitir que, mais que Perez Esquivel, as 600 mil assinaturas e os chefes de Estado, o grande eleitor de uma improvável premiação de Lula é a explícita desfaçatez do juiz que virou ministro querendo ser promovido a juiz, Sérgio Moro.

sobre o autor

Carlos A. Ferreira Martins é professor titular do IAU USP São Carlos, não confunde democracia com petróleo nem judiciário com justiça.

Nelson Leiner, série “Assim é... se lhe parece...”, detalhe, 2011
Foto divulgação

 

comments

137.06 política
abstracts
how to quote

languages

original: português

share

137

137.01 política

Os monstros moram ao lado

Carlos A. Ferreira Martins

137.02 ensino

Trotes

O afogamento do espírito

Roberto Romano

137.03 homenagem

Robert Ryman

A pintura minimalista e os vestígios da mão

Rodrigo Queiroz

137.04 legislação

Tragédia no Ninho do Urubu é reflexo do descaso com projeto

Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Rio de Janeiro

137.05 política

Chega logo, Momo!

O verde azul são-carlense versus o laranja brasiliense

Carlos A. Ferreira Martins

137.07 sociedade

Uma ponderação

Sobre o ridículo e a vingança dos poderosos

Roberto Romano

newspaper


© 2000–2019 Vitruvius
All rights reserved

The sources are always responsible for the accuracy of the information provided