Your browser is out-of-date.

In order to have a more interesting navigation, we suggest upgrading your browser, clicking in one of the following links.
All browsers are free and easy to install.

 
  • in vitruvius
    • in magazines
    • in journal
  • \/
  •  

research

magazines

drops ISSN 2175-6716

abstracts

português
Texto de William Puntschart justificando o tombamento do Teatro Municipal de Mauá Anselmo Haraldt Walendy, projeto de autoria de Rafael Perrone.

how to quote

PUNTSCHART, William. Por que o Teatro Municipal de Mauá foi tombado? Drops, São Paulo, ano 12, n. 053.03, Vitruvius, fev. 2012 <https://pop.www.vitruvius.com.br/revistas/read/drops/12.053/4226>.



Para responder a esta indagação, inicialmente, devemos esclarecer que o tombamento é um atributo que qualifica e distingue um bem cultural, quer pela sua relevância histórico-artística, quer pela sua importância arquitetônica, musical, arqueológica, entre outras.

Historicamente, a prática das artes cênicas na cidade remonta ao início do século passado, quando ocorreram as apresentações dos primeiros grupos teatrais, organizados pelos integrantes dos principais clubes da época: o Industrial e o Independente. Mais tarde, ao longo das décadas de 1950 e 1960 destacaram-se entre outras as iniciativas de Guilherme Primo Vidotto, fundador da União Cultural Barão de Mauá e de Anselmo Walendy, idealizador do Sítio do Cipó Torto.

Arquitetonicamente, devemos observar que ao elaborar o projeto de construção do Teatro deMauá, Rafael Perrone, professor da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da USP, além de contar com a colaboração de J.C. Serroni, arquiteto e conceituado cenógrafo, levou em consideração pelo menos dois fatores. O primeiro, da obra garantir a continuidade espacial com a praça cívica da cidade, ao redor da qual se localizam a Câmara, a Prefeitura e o Fórum. O segundo, o estilo moderno do edifício de linguagem pavilhonar com cerca e dois mil e oitocentos metros quadrados de área construída baseado em dois triângulos.

Na verdade o tombamento do teatro significa reconhecer a sua importância enquanto equipamento cultural relevante para Mauá e região, formador de platéias e representante da pluralidade cultural e das múltiplas linguagens artísticas. O bem preservado enquanto patrimônio material torna-se decisivo tanto para a construção da identidade de um povo, por meio da preservação de sua memória quanto para o fortalecimento de laços de cidadania. Por isso, devemos mantê-lo com as características originais do projeto de construção, símbolo integral da história da cidade. Em síntese, o teatro é um cartão postal da cidade de Mauá e o povo é o seu dono, tombá-lo significa inaugurar uma nova fase de civilidade.

nota

NE
O tombamento do Teatro Municipal de Mauá Anselmo Haraldt Walendy se deu pelo Decreto 7415 de 10 de março de 2010.

sobre o autor

William Puntschart é presidente do Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico Artístico, Arqueológico e Turístico de Mauá – Condephaat-Mauá.

 

comments

newspaper


© 2000–2019 Vitruvius
All rights reserved

The sources are always responsible for the accuracy of the information provided