Your browser is out-of-date.

In order to have a more interesting navigation, we suggest upgrading your browser, clicking in one of the following links.
All browsers are free and easy to install.

 
  • in vitruvius
    • in magazines
    • in journal
  • \/
  •  

research

magazines

drops ISSN 2175-6716

abstracts

português
O grupo holandês Droog Design faz projeto para hotel popular no Salão do Móvel de Milão

english
The Dutch group Droog Design made a project for a popular hotel in Salone del Mobile in Milan

español
El grupo holandés Droog Design realizó el proyecto para un hotel popular en el Salón del Mueble de Milán

how to quote

ROSSO DEL BRENNA, Giovanna. Salone del Mobile di Milano. A vida real revisitada pelo Droog Design. Drops, São Paulo, ano 03, n. 005.07, Vitruvius, out. 2002 <https://pop.www.vitruvius.com.br/revistas/read/drops/03.005/1599>.


[Website de Droog Design]


Desde o começo dos anos 90 a maior atração do Salone del mobile de Milão são os eventos paralelos que acontecem fora dos pavilhões da Feira e se espalham pela cidade ocupando galerias, lojas, livrarias, praças, espaços industriais abandonados e reutilizados . Armados do pequeno guia vermelho do “fuori salone” realizado cada ano pela revista Interni, de olho nas bolinhas vermelhas coladas na calçada e nas bandeiras que ajudam a localizar os lugares “ocupados” pelos designers e pelos artistas, o pessoal da área do design, vindo do mundo inteiro, e turmas de cidadãos de todas as idades deslocam-se durante cinco dias pela cidade, explorando centro e subúrbios de acordo com o roteiro pessoal de cada um e participam da festa. E a festa – com direito a surpresas – aconteceu também neste ano, de 9 a 15 de abril, apesar da chuva, da frieza da maioria dos interiores projetados (“acolhedores como consultório de dentista”, na opinião da revista de rua Urban) e da suspeita permanente de cumplicidade com mais um ritual do vazio.

Se a ocupação de lugares industriais está virando rotina – com destaque para a Alessi, que apresentou sua nova linha de sanitários no ex laboratório de provas de turbinas hidráulicas da Riva Calzoni, com peixinhos nadando no tanque de carga – o mesmo não aconteceu de fato com outras formas de “ocupação”: como a do Albergo Commercio pelo grupo holandês Droog Design, ativo em Amsterdã desde 1993. Discutindo a regra do new and beautiful a qualquer custo, o grupo convidou o público (que fazia a fila na porta para receber o mapa e um “passaporte”) a visitar o interior de um motel “uma estrela” no bairro de Brera: “apresentado” tal e qual, com suas velhas colchas de chenille anos 60, seus quadros e seus abajours de mau gosto, suas cortinas sujas, suas toalhas duvidosas, seu cheirinho de hotel barato. Em cada quarto só havia um pequeno acréscimo, às vezes quase invisível: a obra de um artista – um cabide fluorescente de Hector Serrano, um autocolante na janela de Emmy Blok, um tapete para o banheiro de Paulo Ulian, uma lâmpada adesiva de Chris Kabel etc. – e um carimbo: para cada visitante carimbar cuidadosamente seu passaporte ao chegar e/ou ao sair.

notas

[publicação: junho 2002]

Giovanna Rosso Del Brenna, Milão Itália

 

comments

newspaper


© 2000–2019 Vitruvius
All rights reserved

The sources are always responsible for the accuracy of the information provided