Your browser is out-of-date.

In order to have a more interesting navigation, we suggest upgrading your browser, clicking in one of the following links.
All browsers are free and easy to install.

 
  • in vitruvius
    • in magazines
    • in journal
  • \/
  •  

research

magazines

drops ISSN 2175-6716

abstracts

português
Segundo o CAU, exigir projeto completo e o acompanhamento de obra por responsável técnico habilitado não é capricho, é dever. Quantas outras tragédias serão necessárias para perceberem algo tão óbvio?

how to quote

RIO DE JANEIRO, Conselho de Arquitetura e Urbanismo do. Tragédia no Ninho do Urubu é reflexo do descaso com projeto. Drops, São Paulo, ano 19, n. 137.04, Vitruvius, fev. 2019 <http://pop.www.vitruvius.com.br/revistas/read/drops/19.137/7261>.



O momento é de luto. Após temporal de quarta-feira, 6 de fevereiro, que deixou um rastro de destruição pela cidade, chamas consumiram alojamento dos atletas da categoria de base do Flamengo, com a morte de dez jovens e outros três internados em estado grave. Apesar da dor, não há como eximir a culpa dos responsáveis por abrigar atletas em estruturas temporárias, construídas ou adaptadas sem um responsável técnico habilitado. O descaso com as atividades de projeto e obra, inevitavelmente, levam a grandes perdas.

Os contêineres que serviam de dormitório no Centro de Treinamento George Helal, em Vargem Grande, não tinham autorização da prefeitura para tal função. Dados preliminares dos peritos do Instituto de Criminalística Carlos Éboli indicam que um curto-circuito no ar-condicionado pode ter causado o incêndio, mas a perícia ainda está em andamento e não há uma avaliação final das causas da tragédia.

Infelizmente no Rio de Janeiro e no Brasil, há um desprezo total para com as atividades de plano e de projeto. A assertiva é evidente ao observar o nosso cotidiano, seja na reforma de um cômodo, na construção de um puxadinho ou mesmo de uma estrutura temporária. É no projeto que os problemas são identificados, os riscos são evitados e as soluções levantadas. Muito provável que, se os contêineres tivessem sido projetados para servirem de dormitório, Athila Paixão, Arthur Vinícius Freitas, Bernardo Pisetta, Christian Esmério e outros seis garotos não teriam a vida e os sonhos drasticamente interrompidos.

O Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Rio de Janeiro (CAU/RJ) cobra mais responsabilidade dos proprietários de obras, assim como dos órgãos públicos, na construção e reforma de edificações. Exigir projeto completo e o acompanhamento de obra por responsável técnico habilitado não é capricho, é dever. Quantas outras tragédias serão necessárias para perceberem algo tão óbvio?

sobre o autor

O Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil, departamento do Rio de Janeiro – CAU/RJ foi criado com a função de orientar, disciplinar e fiscalizar o exercício da arquitetura e urbanismo, zelar pela fiel observância dos princípios de ética e disciplina da classe em todo o território nacional, bem como pugnar pelo aperfeiçoamento do exercício da profissão.

 

comments

137.04 legislação
abstracts
how to quote

languages

original: português

share

137

137.01 política

Os monstros moram ao lado

Carlos A. Ferreira Martins

137.02 ensino

Trotes

O afogamento do espírito

Roberto Romano

137.03 homenagem

Robert Ryman

A pintura minimalista e os vestígios da mão

Rodrigo Queiroz

137.05 política

Chega logo, Momo!

O verde azul são-carlense versus o laranja brasiliense

Carlos A. Ferreira Martins

137.06 política

Guerra ou paz

A ajuda humanitária dos amigos da onça

Carlos A. Ferreira Martins

137.07 sociedade

Uma ponderação

Sobre o ridículo e a vingança dos poderosos

Roberto Romano

newspaper


© 2000–2019 Vitruvius
All rights reserved

The sources are always responsible for the accuracy of the information provided